Compartilhar:  

Contar em protoindo-europeio

Visão geral da língua

Quarenta e dois em protoindo-europeio A língua protoindo-europeia (PIE) é o ancestral comum teorizado da família das línguas indo-europeias, falado entre 3 500 e 2 500 a.C. Através da reconstrução linguística, os linguistas reconstruíram uma língua para a qual não existe registo direto. Os numerais reconstruídos apresentados nesta página são retirados da fase Indo-Europeia tardia, quando foi feita a distinção com o seu pai, o protoindo-hitita (PIE).

Por falta de dados, só podemos contar até 1 000 em protoindo-europeio. Por favor entre em contacto comigo se puder ajudar com esta limitação.

Lista de números em protoindo-europeio

  • 1 – oinos
  • 2 – dwōu
  • 3 – trejes
  • 4 – qétwores
  • 5 – penqe
  • 6 – seks
  • 7 – septḿ
  • 8 – oktṓu
  • 9 – newṇ
  • 10 – dekṃ
  • 11 – sémdekṃ
  • 12 – dwōu dekṃ
  • 13 – trejes dekṃ
  • 14 – qétwores dekṃ
  • 15 – penqe dekṃ
  • 16 – sweks dekṃ
  • 17 – septḿ dekṃ
  • 18 – oktṓ dekṃ
  • 19 – newṇ dekṃ
  • 20 – dwid kṃtī
  • 30 – trídkṃta
  • 40 – qetwŕdkṃta
  • 50 – penqédkṃta
  • 60 – sé ksdkṃta
  • 70 – septḿdkṃta
  • 80 – oktṓdkṃta
  • 90 – néwṇdkṃta
  • 100 – dkṃtóm
  • 1 000 – sṃgheslom

Regras de numeração do protoindo-europeio

Agora que teve uma visão geral dos números mais comuns, vamos passar para as regras para escrever as dezenas, os números compostos, e porque não as centenas, os milhares e além (se for possível).

  • Os algarismos de um até nove têm nomes específicos: oinos/oinā/oinom (m/f/n) [1], dwōu/dwāi/dwoi (m/f/n) [2], trejes/trja ou trī/trísores (m/f/n) [3], qétwores [4], penqe [5], seks [6], septḿ [7], oktṓu [8] e newṇ [9]. Parece que weks, seis, poderia ter sido a forma «original» PIH (Proto-Indo Hitita), à qual um s- de septḿ foi adicionado; teria perdido o w- mais tarde.
  • As dezenas formam-se começando com a unidade multiplicadora, diretamente seguida pelo sufixo -dkṃta (grupo de dez), sem espaço, exceto para vinte: dekṃ [10], dwid kṃtī ou wid kṃtī [20], trídkṃta [30], qetwŕdkṃta [40], penqédkṃta [50], swé ksdkṃta ou sé ksdkṃta[60], septḿdkṃta [70], oktṓdkṃta [80] e néwṇdkṃta [90].
  • Os números compostos de onze até dezanove formam-se começando pela unidade, seguida pela palavra para dez (dekṃ), separada por um espaço: sémdekṃ ou oinos dekṃ [11], dwōu dekṃ [12], trejes dekṃ [13], qétwores dekṃ [14], penqe dekṃ [15], sweks dekṃ [16], septḿ dekṃ [17], oktṓ dekṃ [18] e newṇ dekṃ [19].
  • Os números compostos acima de vinte formam-se começando com a unidade, e depois a dezena separada por um espaço (exemplo: qétwores tridkṃta [34], oktṓu penqédkṃta [58]).
  • As centenas formam-se começando pela raiz do algarismo multiplicador, diretamente seguida pela forma plural da palavra para cem (singular: dkṃtóm ou kṃtóm, plural: kṃtos), sem espaço, exceto para cem: dkṃtóm [100], dwikṃtos [200], trikṃtos [300], qatwṛkṃtos [400], penqekṃtos [500], sekskṃtos [600], septṃkṃtos [700], oktōkṃtos [800] e newṇkṃtos [900].
  • As centenas compostas começam com a unidade, depois a dezena e a centena, separadas por espaços (exemplo: penqe dekṃ dkṃtóm [115], oinos qetwŕdkṃta septṃkṃtos [741]).
  • A palavra para mil é sṃgheslom [1 000].

Escrever un número em palavras em protoindo-europeio

Passemos à aplicação prática das regras de numeração em protoindo-europeio. Consegue adivinhar como se escreve um número? Digite um número e tente formulá-lo na sua cabeça, ou porque não escrevê-lo num pedaço de papel, antes de exibir a resposta.

Livros

A Tentative Syntax of Modern Indoeuropean A Tentative Syntax of Modern Indoeuropean
por , editora CreateSpace (2013)
[Amazon.com Amazon.com]

A Grammar of Modern Indo-European, Prometheus Edition A Grammar of Modern Indo-European, Prometheus Edition
por , editora CreateSpace (2012)
[Amazon.com Amazon.com]

A Grammar of Modern Indo-European (Third edition) A Grammar of Modern Indo-European (Third edition)
por , editora CreateSpace (2011)
[Amazon.com Amazon.com]

The Horse, the Wheel, and Language: How Bronze-Age Riders from the Eurasian Steppes Shaped the Modern World The Horse, the Wheel, and Language: How Bronze-Age Riders from the Eurasian Steppes Shaped the Modern World
por , editora Princeton University Press (2010)
[Amazon.com Amazon.com, Kindle - Amazon.com Kindle - Amazon.com]

The Oxford Introduction to Proto-Indo-European and the Proto-Indo-European World The Oxford Introduction to Proto-Indo-European and the Proto-Indo-European World
por , editora Oxford University Press (2006)
[Amazon.com Amazon.com, Kindle - Amazon.com Kindle - Amazon.com]

Fonte

  • A Grammar of Modern Indo-European, por Carlos Quiles e Fernando López-Menchero, 2011

Ligações

Línguas românicas

Asturiano, catalão, corso, eonaviego, espanhol, francês, friulano, galego, galo, italiano, jersês, ladino dolomítico, latim, lombardo ocidental, occitano, picardo, português (Brasil), português (Europeu), protoindo-europeio, romanche, sardo e vêneto.

Outras línguas suportadas

As outras línguas atualmente suportadas são muito numerosas para serem listadas aqui. Por favor selecione uma língua na lista completa das línguas suportadas.

Este site usa cookies para fins estatísticos e de publicidade. Ao utilizar este site, você aceita o uso de cookies.