Compartilhar:    

Contar em gilbertês

Digite um número e leia-o por extenso em gilbertês.

Visão geral

Quarenta e dois em gilbertês A língua gilbertesa (gilbertense ou quiribati, kiribati) pertence à família das línguas austronésias, e mais especificamente ao grupo micronésio das línguas oceânicas. A maioria dos falantes de Kiribati (97%) vivem na República do Kiribati, os outros moram em Rabi (Fiji), em Nauru, nas Ilhas Salomão, em Nui (Tuvalu) e em Vanuatu. O gilbertês conta com cerca de 102 000 falantes.

Lista de números em gilbertês

  • 1 – teuana
  • 2 – uoua
  • 3 – tenua
  • 4 – aua
  • 5 – nimaua
  • 6 – onoua
  • 7 – itua
  • 8 – wanua
  • 9 – ruaiwa
  • 10 – tebwina
  • 11 – tebwi ma teuana
  • 12 – tebwi ma uoua
  • 13 – tebwi ma tenua
  • 14 – tebwi ma aua
  • 15 – tebwi ma nimaua
  • 16 – tebwi ma onoua
  • 17 – tebwi ma itua
  • 18 – tebwi ma wanua
  • 19 – tebwi ma ruaiwa
  • 20 – uabwi
  • 30 – tenibwi
  • 40 – abwi
  • 50 – nimabwi
  • 60 – onobwi
  • 70 – itibwi
  • 80 – wanibwi
  • 90 – ruabwi
  • 100 – tebubua
  • 1 000 – tengaa
  • um milhão – te mirion
  • mil milhões – te birian

Os clasificadores numéricos do kiribati

Os clasificadores numéricos são os sufixos que se aplicam nas raízes numéricas. Eles são classificados em diferentes categorias. Os mais utilizados são os seguintes:

  • -ua: classificador genérico para os objetos comuns, quando o classificador não é conhecido e pelos períodos de tempo. É o classificador o mais geralmente usado para contar.
  • -man: objetos animados (pessoas, animais, pássaros, insetos e a maioria dos peixes, exceto os mais grandes que utilizan o clasificador -ai)
  • -kai: árvores, arbustos, terrenos, anzóis
  • -ai: peixes grandes, dedos, dentes, madeira e outros objetos alongados (varas, lápis, garrafas, réguas, facas…)
  • -waa: modos de transporte (barcos, canoas, carros, aviões…)
  • -baa: folhas, papel, objetos planos

Regras de numeração do gilbertês

  • Os algarismos de um a nove baseam-se nas suas raízes específicas seguidas do clasificador genérico -ua, à exceção de zero: akea [0] (o que significa nada), teuana [1] (raiz: te-, sufixo -na), uoua [2] (a raiz uo- só aparece com o classificador genérico -ua e com o classificador das coisas animadas -man. Nos outros casos, aparece como ua-), tenua [3] (raiz: ten(i)-), aua [4] (raiz: a-), nimaua [5] (raiz: nima-), onoua [6] (raiz: ono-), itua [7] (raiz: it(i)-), wanua [8] (raiz: wan(i)-) e ruaiwa [9] (raiz: ruai-). As formas de três, sete e oito que utilizam a letra i (teniua [3], itiua [7] e waniua [8]) existem apenas no gilbertês do sul.
  • As decenas formam-se sufixando a raiz do multiplicador pelo clasificador das dezenas -bwi: tebwina [10] (de te-, sufixado por -na), uabwi [20] (e não uobwi), tenibwi [30], abwi [40], nimabwi [50], onobwi [60], itibwi [70], wanibwi [80] e ruabwi [90].
  • Os números compostos formam-se unido a dezena e a unidade com a palavra ma (e/com), a palavra para dez perdendo o seu sufixo -na para formar os números de onze a dezanove: tebwi ma uoua [12], tenibwi ma teuana [31].
  • As centenas formam-se sufixando a raiz do multiplicador com a palavra para cento (bubua): tebubua [100], uabubua [200], tenibubua [300], abubua [400], nimabubua [500], onobubua [600], itibubua [700], wanibubua [800] e ruabubua [900].
  • Nas centenas compostas com unidades, a conjunção ma substitui-se por ao (e): uabubua ao tenua [203], nimabubua ao teuana [501]. Não há de conjunção entre as centenas e as decenas (exemplo: itibubua wanibwi ma uoua [782]).
  • Os milhares formam-se geralmente pondo o multiplicador antes da palavra para mil (tengaa). Na maioria dos casos, porém, a raiz -ngaa é apenas precedida pela raiz do multiplicador: (teuana) tengaa/tengaa [1 000], uoua tengaa/uangaa [2 000], teniua tengaa/teningaa [3 000], aua tengaa/angaa [4 000]…
  • Nos milhares compostos com dezenas ou unidades, a conjunção ma substitui-se por ao (e): uangaa ao tenua [2 003], angaa ao uabwi [4 020]. Não há de conjunção entre os milhares e as centenas (exemplo: angaa nimabubua [4 500]).
  • Os milhões formam-se habitualmente pondo o multiplicador antes da expressão por um milhão te mirion (emprestado do inglês million, ou milhão), à exceção de um milhão: te mirion [1 milhão], tenibubua te mirion [300 milhões].
  • Os miles de milhões formam-se como os milhões, pondo o multiplicador antes da expressão por mil milhões te birian (emprestado do inglês billion, ou mil milhões), à exceção de mil milhões: te birian [mil milhões], tenibubua te birian [300 mil milhões].
  • No sistema kiribati tradicional, para os números a partir de mil, os prefixos numéricos tiveram utilizados com as formas por mil, dez mil e os multiples seguintes de mil até mil milhões: te ngaa [1 000], te rebu [10 000], te kuri [100 000], te ea [1 milhão], te tano [10 milhões] e te taki [100 milhões].

Ligações

  • Kiribati, por Stephen Trussel (em inglês)

Línguas malaio-polinésias centrales

Éfaté do sul, gilbertês, nume e tocodede.

Outras línguas suportadas

Línguas suportadas por famílias
As outras línguas atualmente suportadas são muito numerosas para serem listadas aqui. Por favor selecione uma língua na lista drop-down abaixo ou clique na lista completa das línguas suportadas.

Este site usa cookies para fins estatísticos e de publicidade. Ao utilizar este site, você aceita o uso de cookies.